fbpx

III Conferência Estadual do Esporte estabelece as propostas paranaenses para a Conferência Nacional

Selo III Conferência Nacional
 
“POR UM TIME CHAMADO BRASIL”
 
Tema: Plano Decenal de Esporte e Lazer – 10 pontos em 10 anos para projetar o Brasil entre os 10 mais
 
 

Entre os dias 4 e 5 de maio, no Centro de Convenções realizou-se a III Conferência Estadual do Esporte, onde foram estabelecidas as propostas paranaenses para o Plano Decenal de Esporte e Lazer que serão analisadas e discutidas na III Conferência Nacional do Esporte entre os dias 3 e 6 de junho, em Brasilia.

Ao final do evento o presidente da FEXPAR, Paulo Virgilio Rios Rodriguez, juntamente com outros 64 incentivadores do esporte foram eleitos delegados para representar o Paraná na Conferencia Nacional, dos cerca de 700 conferentes presentes.

O Ministério do Esporte quer criar um sistema articulado para o esporte, para que em 2016 o Brasil tenha bons resultados nas Olimpíadas. Para isto é preciso de um conjunto de ações que contribuam para a formação de uma política de esportes. A III Conferencia Nacional do Esporte terá como tema “Plano Decenal do Esporte e Lazer – 10 pontos em 10 anos para projetar o Brasil entre os 10 mais”.


Autoridades Presentes no evento:
Cássia Damiani,Representante do Ministério do Esporte e coordenadora executiva da III CNE
Joel Benin, representante do Ministério do Esporte e mobilizador da região
Orlando Pessuti, Governador
Branco, CREF
Gomyde, ministério do Esporte
Marco Aurélio, presidente da Paraná Esporte
Ney Mecking, diretor de Esportes da Paraná Esporte
Zuleika kuritiak, coordenação executiva
Claudio, diretor de Lazer da Paraná Esporte
Claudio Padinha, secretário de esporte de São José dos Pinhais
Rudimar Fedrigo, secretário de esporte de Curitiba
Incentivadores e desenvolvedores do esporte

As ações discutidas e aprovadas sem ressalvas na maioria foram:
Linha Estratégia 1
Sistema Nacional de Esporte e Lazer
1 – Estimulo a criação e/ou consolidação de órgão gestor de esporte e lazer nos estados e municípios.
2 – Instauração e qualificação de mecanismos de controle social.
3 – Aprovação em lei da reformulação do sistema nacional de esporte e lazer
4 – Otimização e fortalecimento de todo o segmento esportivo local

Linha Estratégia 2
Formação e Valorização Profissional
1- Criação da Política Nacional de Formação de Esporte e Lazer.
2 – Profissionalização e qualificação da gestão esportiva em governança e técnicas.
3 – Implementação de ações de formação e valorização profissional.
4 – Implementar programa de desenvolvimento para o maior número possível de modalidades esportivas e paradesportivas.
5 – Garantir o cumprimento da LDB, exigindo de estados e municípios a atuação do profissional de Educação Física em todos os níveis de ensino

Linha Estratégica 3 – Esporte, Lazer e Educação
1 – Ampliação de ações inter setoriais dos programas do Governo Federal.
2 – Ampliação e qualificação do atendimento dos programas sociais do Ministério do Esporte
3 – Incentivo à participação popular e da iniciativa privada nos programas do Sistema Nacional do Esporte e Lazer.
4 – Desenvolvimento do Esporte Escolar e Universitário.
5 – Desenvolvimento de Festivais, Jogos e Competições Escolares.
6 – Promoção e ampliação dos programas de lazer.
7 – Sistema de Informação e Meios de Comunicação.

Linha Estratégica 4 – Esporte, Saúde e Qualidade de Vida
1 – Promoção de ações de qualidade de vida e de saúde coletiva
2 – Ampliação e qualificação de espaços públicos de esporte e lazer
3 – Aumento do nível de atividade física da população
4 – Desenvolvimento do Esporte Escolar e Universitário

Linha Estratégica 5 – Ciência, Tecnologia e Inovação
1 – Promoção da gestão do conhecimento de esporte e lazer
2 – Ampliação do apoio às pesquisas para a qualificação de políticas públicas de esporte e lazer
3 – Avaliação continuada das políticas públicas de esporte e lazer.
4 – Potencialização das redes de pesquisa e formação
5 – Construção de laboratórios de pesquisas e inovações tecnológicas no esporte

Linha 6 – Esporte de Alto Rendimento
1 – Promoção do esporte de rendimento pra projetar o Brasil como potência esportiva
2 – Construção e reforma de espaços esportivos nas escolas e universidades.
3 – Garantir a formação continuada dos profissionais de alto rendimento desportivo
4 – Implantação do Plano nacional para o esporte de alto rendimento
5 -Criação de órgão estadual e municipal de gestão esportiva
6 – Criação de uma instituição pública para a gestão do esporte de rendimento
7 – Implementar e aprovar  projeto de Lei que assegure a possibilidade das empresas e pessoas físicas  adotarem  atletas para o esporte de alto rendimento através de dedução   de impostos.
8 – Implantar o censo esportivo, com a finalidade de mapear a prática de esporte em nosso país
9 – Desenvolvimento do esporte de alto rendimento em diferentes níveis escolares.

Linha Estratégica 7 – Futebol
1 – Consolidação dos direitos do torcedor
2 – Construção e facilitação de acesso a campos de futebol oficial
3 – Regulamentar a estrutura do Futebol brasileiro.
4 – Regulamentação de entidades de prática de futebol.
5 – Direitos dos atletas
6 – Estruturação do Futebol nas instituições de ensino
7 – Prática de Futebol como ferramenta de inclusão social.
8 – Alavancar o futebol feminino
9 – Qualificação do profissional

Linha Estratégica 8 – Financiamento do Esporte
1 – Ampliação do orçamento do esporte.
2 – Consolidação da Lei de Incentivo ao Esporte.
3 – Redistribuição dos recursos oriundos de loterias esportivas.
4 – Criação do fundo municipal de Esporte e Lazer
5 – Destinação específica da tributação da indústria tabagista e de bebidas alcoólicas e porcentagem de multas aplicadas por agencias nacionais reguladoras para o esporte.
6 – Criação de mecanismo de arrecadação sobre a regularização de shows e eventos em praças esportivas.

Linha Estratégica 9 – Infraestrutura Esportiva
1 – Construção e reforma de espaços poliesportivos nas escolas e Universidades Públicas.
2 – Criação, manutenção e modernização de centros de formação e treinamento esportivo
3 – Implantar uma política de gestão e ocupação de equipamentos esportivos.
4 – Construção e melhoria de equipamentos e estrutura de esporte, lazer e atividade física nas cidades
5 – Criação e manutenção da infra-estrutura esportiva dos municípios brasileiros.
6 – Criação e modernização de Centro Esportivo e Lazer.

Linha Estratégica 10 – Esporte e Economia
1 – Geração de trabalho e renda diretos e indiretos
2 – Estímulo ao desenvolvimento da cadeia produtiva do esporte
3 – conhecimento sobre a cadeia produtiva do esporte e lazer no Brasil
4 – Incentivar o empreendedorismo no setor esportivo
5 – Criação de órgãos governamentais fiscalizatórios

mais em: http://www.paranaesporte.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=2483

Print Friendly, PDF & Email