Campeonato Paranaense define os melhores enxadristas de 2018

 

 

Pódio: MF Adalberto Araújo, MF Vitório Chemin e GM Jaime Sunye Neto.

Vitório Chemin e Kim Garcia de Souza são os campeões paranaenses de xadrez de 2018. O estadual absoluto e feminino foi realizado entre os dias 22 e 25 de novembro, no Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), em Curitiba. O evento contou com a participação de 55 enxadristas de diversas regiões do estado. A organização foi da Federação de Xadrez do Paraná (FEXPAR) com o patrocínio da Copel Telecom.

 

A edição 2018 contou com a transmissão ao vivo pelos tabuleiros DGTs da mesa 1 dos dois torneios, absoluto e feminino, nos aplicativos followchess e chess24, além de câmeras que possibilitaram ao público e aos torcedores acompanhar cada lance dos jogadores e do moderno e climatizado salão de eventos do IEP. As partidas e fotos do evento foram atualizadas a cada rodada para que os participantes pudessem acompanhar da melhor forma o andamento do torneio.

Segundo o presidente da FEXPAR, Paulo Rios: “Temos feito um esforço para que os eventos de xadrez sejam um espetáculo. Atrair expectadores, patrocinadores e apoiadores é sempre um grande desafio, e essa é uma discussão que deve ser pensada amplamente com os jogadores, organizadores e patrocinadores. Salão climatizado, internet, café e água para os jogadores são requesitos importantes para os jogadores e não é em qualquer lugar que temos essa infraestrutura, ainda mais considerando o preço simbólico da inscrição. Nesse ponto, a parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná é essencial. Da mesma forma, o patrocínio da Copel Telecom garante uma boa premiação. Deve ser a maior do país considerando os eventos estaduais”, conclui.

Vitório Chemin é campeão após 44 anos

MF Vitório Chemin (esquerda) superou Vitor Hugo Borges na partida decisiva.

No torneio absoluto, que também possibilita a participação de mulheres, o Mestre FIDE Vitório Chemin venceu a competição de forma isolada, com três empates e quatro vitórias. Nascido em 1950, Vitório Chemin tornou-se Tetracampeão Paranaense de Xadrez, os três primeiros títulos aconteceram nos longínquos anos de 1971, 1972 e 1974.

“Esse campeonato foi mágico, pois nunca sai ganho da abertura, pelo contrário, quase sempre estive mal nas posições, mas a sorte e a vontade de vencer superaram esses obstáculos”, afirmou o campeão, que também foi vice-campeão brasileiro em duas ocasiões: 1971 e 1987.

Querido e admirado por todos, Vitório Chemin é dono de um humor único. Quando questionado sobre o fato de ser campeão aos 68 anos, respondeu em tom de brincadeira: “Como dizia um sócio do Clube de Xadrez de Curitiba, o “Galante”: os jovens jogam muito bem, mas não têm malícia”.

O vice-campeão foi o Mestre Fide Adalberto Marcos de Araújo, Tricampeão Paranaense na década de 1990. O pódio foi completo pelo Grande Mestre Jaime Sunye Neto, campeão paranaense em 1975 e 1978.

Campeonato Paranaense 2018 – Classificação Final Top 10

Pos. Tit. Nome Rating Pontos
1 FM Vitório Chemin 2116 5,5
2 FM Adalberto Araujo 2208 5,0
3 GM Jaime Sunye Neto 2485 5,0
4 Jonathan De Oliveira 2196 5,0
5 FM Bolívar Ribeiro Gonzalez 2196 5,0
6  Victor Hugo Borges 2202 4,5
7 Acyr Rogério Calçado 2093 4,5
8  Anderson Tatsch Dias 2173 4,5
9 Francisco Roberto Ermel 2016 4,5
10 Hugo Caetano Zanotti 2204 4,5

 

Kim Garcia domina o feminino

O olhar fatal de Kim Garcia para levar ao seu terceiro título estadual.

Já no feminino, a enxadrista representante de Maringá, Kim Garcia de Souza, tornou-se tricampeã paranaense de xadrez ao somar três vitórias, dois empates e uma única derrota. Clara Machado Juliatto, de São José dos Pinhais, terminou com o vice-campeonato e Thaís Ferreira Monteiro de Carvalho, de Piraí do Sul, completou o pódio.

Mais sobre o Campeonato Paranaense de Xadrez

Realizado anualmente, o Campeonato Paranaense de Xadrez foi disputado pela primeira vez em 1937. Trata-se do torneio de xadrez mais tradicional do estado. Jomar Egoroff é o maior vencedor da história, com sete títulos. Mauro de Athayde e Ernani Francisco Choma conquistaram o título seis vezes.

Fotos: Rene Miguel e João Polles

 

Print Friendly, PDF & Email